segunda-feira, 7 de maio de 2018

Mensagem de Vênus na Constelação de Gêmeos

A Jornada 

Domesticar o Dragão é o Passo Primordial e Essencial para a Travessia de cada Existência, no Eterno aprendizado de vivenciar a Impermanência da Jornada Humana, integrando os mundos Infra e Supra-Humanos no Humano Homem e Mulher.
Se não domesticares teu Dragão, ele te engole.
Domestica o teu Dragão e serás o Senhor do teu próprio Poder, de ti mesmo e dos Três Mundos, Mestre nas Artes de Viver e de Morrer.
Teu Poder é tua Libido, tua Pulsão de Vida e Morte, o Dragão de Duas Cabeças, o Anjo da tua Sina e da tua Sorte:
Eros, tua Energia Sexual e tua Criatividade Sensorial, tua Pulsão de Vida, te conduz à Dança e à Lambança, ao Encontro e à Solidão, à Gargalhada e à Ganância, à Comunhão e à Concupiscência, à ReUnião e à Arrogância.
Thanatos, tua Energia Material e tua Mortalidade, tua Pulsão de Morte, o Anjo da tua Sina e Sorte, te conduz à Travessia e à Paralisia, à Luz e à Escuridão, ao Inferno e ao Céu, à Materialidade Espiritual e à Espiritualidade Material, ao Caos e ao Cosmos, à Compreensão e à Confusão, à Liberdade ou a Prisão, à Delicadeza ou à Delinquência, na Corda Bamba do Coração.
A Única Saída é por Dentro.
ReConhecer o Amor e o Ardor, o Condicionamento e o Conflito, a Crença e a Criança de Dentro que te conduzem a ti mesmo, no recôndito esconderijo do teu Centro, para a ReConciliação das Polaridades que te poluem, te governam, te inflam e te influem, no Amor e na Dor, na Tristeza e na Alegria, na Saúde e na Doença, na Vida e na Morte do Outro, entre o Santo Silêncio da Noite e a Sinfonia de Todo Santo Dia.
Dar as costas ao Deserto é dar as costas, também, ao Oásis.
A Travessia não é opcional, mas pode ser Imaginária e Virtual ou Voluntária e Vital.
A Jornada é Compulsória, sem Louros de Glória.
Pode ser Dura e Obscura, pelo Deserto da Ilusão e da Trapaça, ou Serena e Segura, pelo Oásis da Comunhão e da Graça.
Em marcha, antes que tu precises.
Te Encontro no Caminho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário