sábado, 8 de outubro de 2016

Mensagem de Saturno em Sagitário

O Essencial


O Essencial tornou-se banal, no coração de pedra do corpo meramente carnal.
O Essencial, Sopro Espiritual, fonte de toda vida Existencial,
não passa de vocábulo gramatical, na boca oca do corpo, cegamente, animal;
"O Essencial é invisível aos olhos. Só se vê bem com o Coração",
disse a boca do Animal Poeta aos Ouvidos de Escuta Aberta do Menino Sensível,
de olhar Angelical, com Atitude, Coragem e Devoção Indestrutível.
O Essencial é a Energia Primordial que justifica tua Existência,
mantém teus órgãos em congruência, aponta para tua Divindade,
mantém teu Organismo em toda sua Complexidade, e vivifica teu Corpo Temporal; 
O Essencial é o teu Sopro Matinal, tua Luz Divinal,
o Calor que aquece tua Estrutura Corporal,
o Alento que Abraça, Acolhe e Perdoa toda voracidade do teu Instinto Animal.
O Essencial é cumprir teu Jugo Diário, "Começa por fazer o que é necessário,
depois, o que é possível, e, quando menos esperas estarás realizando o impossível",
disse a boca do Homem Santo aos ouvidos desatentos de homens sedentos,
aos olhares desfocados pelo horror e banhados pelo pranto.
Começa teu dia por te colocares em Disponibilidade e fazeres o que é Essencial,
te digo agora, no Sorriso da Boa Hora, a Hora da Verdade:
tua Meditação e tua Oração Matinal. 
Então, 
estarás pronto 
para o que é Urgente e Necessário,
na sequência rotineira do cumprimento do teu horário.
Somente depois, 
consulta teu diário, 
para fazer o que é Possível,
tudo o que está na tua Lista do Transponível.
Dessa forma, 
não mais que de repente, 
em Local e Momento Convergentes,
ver-te-ás quebrando as barreiras gigantescas,
colhendo as Frutas Frescas da Árvore do Impossível.
A partir desse instante, 
de maneira constante e sensível,
ReConhecerás o Melhor do teu Melhor, 
bem como as Engrenagens que te mantêm no Pior,
e te encontrarás na Dimensão do Inefável, do Indizível.
Então, vais confirmar que tudo o que possas imaginar é sempre Exequível.

Nenhum comentário:

Postar um comentário